Verificação

CHECK-UP GRATUITO SUPER TROCA DE ÓLEO NOVA UNIÃO

 

 

1 – PRESSÃO E CONDIÇÃO DOS PNEUS

 

Responsáveis pela rodagem, os pneus devem estar em boas condições e com a quantidade de gás indicada pela montadora para que o veículo alcance o destino desejado com segurança. Idealmente, a pressão dos pneus deve ser verificada semanalmente, prazo que pode variar de acordo com o uso do veículo.

 

2 – ESTADO DAS PALHETAS DO PARA-BRISAS E ESPIRRADORES DE ÁGUA

 

As palhetas do para-brisas são itens de segurança essenciais na manutenção preventiva. Seu acionamento em meio à garoa ou chuva contribui para melhoria da visibilidade do motorista, evitando acidentes. Também localizado no para-brisas, os espirradores de água usados em conjunto com as palhetas promovem uma limpeza rápida e eficaz para melhorar a visibilidade em vidros com acúmulo de sujeira devido ao tempo seco ou em ambientes com muitos detritos e poeira. Assim, é importante garantir que as palhetas estejam em bom estado, com borrachas não-ressecadas, e que o reservatório dos espirradores esteja devidamente completo com água limpa e/ou produtos específicos.

 

3 – LANTERNAS INTERNAS E EXTERNAS

 

A constatação do funcionamento dos faróis do veículo acontece naturalmente com o uso, no ato de seu acionamento. Falhas nas lanternas externas, em especial as que são acionadas para sinalizar mudança de faixa, frenagem e ré nem sempre são notadas com tanta facilidade, podendo causar acidentes. Por este motivo, a verificação visual regular das lanternas internas e externas é de extrema importância, especialmente antes de viagens.

 

4 – FILTROS

 

Os filtros de óleo, de ar, de combustível e de ar condicionado, contribuem não somente para o bom funcionamento do veículo como também para a saúde e bem-estar do motorista e passageiros. O controle do período de troca é parte essencial da manutenção do veículo.

 

5 – NÍVEL DO ÓLEO DO CÂMBIO

 

Assim como acontece com os demais fluídos necessários para a manutenção do veículo, é importante verificar o nível do óleo de câmbio, também conhecido como óleo de transmissão ou óleo de caixa de marcha. Ele contribui para lubrificar e reduzir o atrito entre as peças internas contribuindo, assim, para seu pleno funcionamento. Mesmo com um prazo de troca superior ao do óleo do motor, é importante estar atento ao surgimento de ruídos e vazamentos no engate das marchas, o que pode indicar a necessidade de completar o nível.

 

6 – NÍVEL DO ÓLEO DO MOTOR

 

A troca de óleo automotivo está entre os itens essenciais da manutenção preventiva do veículo. Isto porque além de lubrificar, o que contribui para a redução do atrito entre as peças, o óleo limpa as partes internas do motor, garantindo seu bom funcionamento. A verificação visual aliada às recomendações da montadora indica o momento certo de substituição do óleo que deve ter a viscosidade adequada para o seu veículo.

 

7 – NÍVEL DO ÓLEO DE DIREÇÃO

 

Por se tratar de um sistema fechado sem exposição a fatores contaminantes como umidade e poeira, a durabilidade do óleo de câmbio acaba sendo muito superior que a do óleo de motor, mas não imune a vazamentos. Assim, a verificação do nível do reservatório em que é armazenado o fluído de direção deve fazer parte do check up de manutenção preventiva.

 

8 – NÍVEL DO FLUÍDO DE FREIO

 

Ao contrário de outros fluídos, o fluído de freio não diminui com o uso, exceto em casos de vazamento. Se a perda for constatada, recomenda-se o reparo imediato do sistema e a substituição completa do fluído uma vez que o remanescente está sujeito à contaminação pela umidade natural do ar. Assim, a verificação do nível do fluído de freio é parte do check up de manutenção preventiva.-